quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

- Eu já amei.



Já amou?
- Tá, eu ainda amo.
Ainda ama?
- Tá, eu sempre vou amar.
Sempre?
- Com todas as minhas fraquezas.
E suas forças?
- O amor levou de mim…
– Paula Férfer   (via floresmortais)

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

(:

Tem as que eu chamo de come-quieta. Elas parecem tímidas, virginais, mostram-se sempre assustadas ou chocadas com o que estão vendo, procurando no braço do marido ou companheiro uma tábua de salvação. Basta um olhar mais provocante ou uma cantada bem dada que elas se revelam. E precisa ser muito homem para ser comido por elas: as quietinhas são as mais famintas.

 Livro - O Que Aprendi Com Bruna Surfistinha

- Não sei por que, mas eu achei que eu DEVERIA postar :D haha